Pular para o conteúdo
Início » Freelancer ou emprego fixo: qual é a melhor escolha

Freelancer ou emprego fixo: qual é a melhor escolha

  • por
Freelancer ou emprego fixo qual é a melhor escolha
Anúncios

Todo mundo precisa de um emprego, ou melhor, todo mundo precisa de trabalho, afinal, é trabalhando que as pessoas conseguem se sustentar e suprir suas necessidades do cotidiano.

O mundo moderno passou e está passando por muitas mudanças, e por conta da tecnologia, até mesmo o mercado de trabalho ficou diferente. Hoje em dia, as pessoas podem trabalhar de qualquer lugar, bastando uma conexão com a internet.

Também existe mais liberdade para escolher o tipo de trabalho que quer exercer, e atualmente, as principais opções são o emprego fixo ou o trabalho freelancer.

Anúncios

Essa possibilidade ficou ainda mais forte depois de 2020, e desde então, até mesmo as organizações começaram a perceber as vantagens de manter os funcionários freelancer remotamente.

Os produtos digitais, vendas pela internet e outras possibilidades do tipo também trouxeram novas oportunidades e maneiras de trabalhar, e foi por isso que muitos profissionais começaram a trabalhar como freelancer.

Mas também existem aqueles que se sentem inseguros na hora de deixar um emprego fixo para começar a trabalhar como freelancer. Realmente, é uma decisão que precisa ser muito bem pensada.

Para ajudar, este artigo vai explicar sobre os modelos freelancer e fixo, as vantagens e desvantagens de trabalhar como freelancer e dar algumas dicas para se dar bem nessa posição.

Freelancer ou trabalho fixo?

O trabalho fixo traz estabilidade financeira e o profissional consegue desenvolver uma carreira ao longo do tempo. Também existe um laço maior entre ele e a organização, permitindo que consiga crescer e se tornar um especialista.

Em comparação ao formato freelancer, uma das maiores diferenças é que o trabalho fixo permite um contato maior com outros profissionais, e consequentemente, fica mais fácil criar um bom networking.

Trabalhar para uma empresa de serviço de jardineiro, por exemplo, é uma forma de fazer com que mais pessoas vejam o trabalho. Ao desenvolver as demandas em equipe, também é possível entregar um projeto com múltiplas visões.

Os profissionais que atuam dessa forma também não precisam de um equipamento específico, visto que é obrigação da organização fornecer os meios para que possam exercer suas atividades.

O funcionário recebe pela hora de trabalho, e independentemente do nível de produtividade, o salário é fixo. Dependendo do contrato estabelecido, não é necessário trabalhar mais do que o tempo estabelecido no documento.

Por outro lado, o trabalho freelancer é flexível, tanto no que diz respeito ao horário quanto em relação às demandas. O profissional pode atuar em diferentes áreas, expandir seu currículo e criar um portfólio.

Pessoas que estão procurando vagas podem se inserir no mercado de trabalho com mais facilidade, tendo em vista que o alto índice de desemprego no Brasil faz com que o freelancer se torne uma renda temporária mais acessível.

Ou seja, se um personal trainer quiser trabalhar por conta oferecendo treino funcional para iniciantes, também precisa de uma gestão financeira equilibrada, tendo em vista que as demandas não são fixas e podem ser diferentes mês a mês.

O profissional vai atuar diretamente com seus clientes, por isso, precisa estabelecer um bom relacionamento com eles, ter pontualidade nas entregas e saber negociar.

É fundamental saber conversar com as pessoas e entender exatamente o que elas precisam e quais são suas expectativas em relação ao trabalho do freelancer.

Quem ultrapassa o prazo de entrega acaba prejudicando a própria imagem porque mostra que não está preocupado com as necessidades do cliente, então, é muito importante ter atenção a esse ponto.

Por fim, é fundamental saber negociar, tanto em relação ao prazo quanto em relação aos valores para poder conquistar novos trabalhos com mais frequência.

Vantagens e desvantagens de ser freelancer

Atuar como freelancer pode trazer muitos benefícios para o profissional, e entre os principais estão:

  • Ser seu próprio chefe;
  • Flexibilidade de horário;
  • Escolher o local de trabalho;
  • Escolher os clientes;
  • Altos rendimentos.

Se o veterinário quiser trabalhar por conta com ortopedia para cachorro, fazendo trabalhos freelancers, uma das maiores vantagens é poder ser o próprio chefe e o responsável por tomar as decisões.

Não existe ninguém para dizer o que fazer ou aprovar o período de férias, tampouco vai existir alguém para controlar as horas de trabalho ou a quantidade de atividades realizadas.

O freelancer pode trabalhar o quanto quiser, algo que ajuda a conciliar vida profissional e vida pessoal, no entanto, é fundamental tomar cuidado para não prejudicar a produtividade.

O ideal é criar uma rotina com o tempo de horas necessárias para trabalhar e tentar seguir essa escolha.

Quem gostaria de ter mais autonomia para escolher o local de trabalho vai gostar mais de atuar como freelancer. É possível trabalhar em casa ou até mesmo durante uma viagem, desde que o profissional tenha um computador e conexão com a internet.

É possível escolher os clientes, por exemplo, quem cria anúncios para a internet, pode optar por trabalhar com uma empresa que queira uma campanha sobre porta etiqueta preço ao invés de outro segmento de atuação.

O freelancer tem a liberdade de possuir clientes de qualquer parte do mundo, principalmente os profissionais que já têm uma certa estabilidade.

É diferente, por exemplo, do funcionário de uma empresa que precisa aceitar o chefe, mesmo que não goste muito dele.

Por fim, trabalhar como freelancer traz muitas chances de alto rendimento, visto que todo o lucro obtido é exclusivamente para o profissional, dependendo, é claro, do valor cobrado pelos serviços.

Mas, nem tudo são flores, por isso, essa modalidade também traz algumas desvantagens. Uma delas é a necessidade de manter a disciplina e a organização, algo que pode ser difícil para muitas pessoas.

Para ser bem-sucedido, seja produzindo capa violão acolchoada ou ministrando aulas na internet, é indispensável ser disciplinado, mesmo porque, também será o único a ser responsabilizado por erros e atrasos.

Dificilmente um freelancer consegue tirar férias por um longo período, a não ser que adiante o próprio trabalho, tenha uma reserva financeira guardada ou simplesmente possa abrir mão de ganhos durante suas férias.

Quem gosta de trabalhar em equipe também sente muita dificuldade com o modelo freelancer porque, geralmente, é uma modalidade mais solitária.

Por fim, também é uma opção com rendimento instável, uma vez que em certos períodos a quantidade de trabalho pode ser maior do que em outros.

Como ser um bom freelancer?

Pode-se dizer que freelancer é responsável pelo seu próprio sucesso, existem algumas estratégias que ajudam a melhorar o desempenho nessa modalidade de trabalho. São elas:

Planejar os passos

Primeiramente, é necessário ter um bom planejamento para saber o caminho que vai seguir e os objetivos que pretende alcançar.

Se uma pessoa quer trabalhar com instalação de para-raios prediais por conta própria, deve estabelecer um horário de trabalho para que consiga se organizar melhor.

Também é importante escolher um lugar para desempenhar as tarefas e cuidar de qualquer assunto que esteja relacionado ao ambiente de trabalho, como ter acesso a todos os materiais necessários e um espaço adequado.

Criar um portfólio

Qualquer profissional que queira se destacar precisa mostrar seu trabalho, e o portfólio é uma excelente ferramenta para fazer isso.

Quem ainda não tem experiência, pode desenvolver projetos por conta própria para inserir em seu portfólio e em seu currículo profissional.

Por exemplo, um designer que cria letreiro para frente de loja, pode criar alguns modelos para que seus potenciais clientes visualizem em seu portfólio.

Procurar clientes

É muito importante atingir o público certo para que o trabalho seja reconhecido, e uma boa dica é comparecer a eventos da área para fazer networking e encontrar novas parcerias.

Não tem problema nenhum pedir ajuda para os amigos, principalmente aqueles que já trabalham dessa forma há um tempo e podem indicar algum trabalho.

Alguns freelancers investem até mesmo em propaganda, criam perfis nas redes sociais, distribuem cartões de visita, entre outras ações que colaboram com a divulgação.

Saber se relacionar com o público

Mais do que produzir um serviço, como tosas especiais em um pet shop próximo a mim, o freelancer sabe negociar diretamente com seus clientes e fornecedores. Isso exige uma capacidade de se relacionar com o público, outra habilidade fundamental.

É imprescindível conquistar a confiança do cliente, pois, se ele estiver satisfeito, vai contratar novamente e até indicar o profissional para outras pessoas.

Considerações finais

Para ter uma carreira de freelancer de sucesso, é necessário muito esforço e dedicação, algo que está além de conhecimentos e habilidades profissionais.

Existem oportunidades para todos, em diferentes áreas e de várias partes do mundo, mas o freelancer precisa saber encontrá-las.

Existem plataformas especializadas, mas também muitas outras formas de conquistar oportunidades de trabalho, como no caso das feiras e eventos.

Seja lá qual for a profissão, optar por esta modalidade tem seus prós e contras e eles precisam ser considerados antes de sair de um emprego fixo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *